... "Precisamos ensinar à próxima geração de crianças, a partir do primeiro dia, que eles são responsáveis por suas vidas. A maior dádiva da espécie humana, e também sua maior desgraça, é que nós temos livre arbítrio. Podemos fazer nossas escolhas baseadas no amor ou no medo." (Elizabeth Kubler-Ross)

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Lourdes Fontoura da Silva, quem foi?

Este é o nome da nossa Escola, Lourdes Fontoura da Silva.
Mas pouco ou quase nada sabemos sobre ela. Nossa Escola completa em março do próximo ano, 47 anos de existência no município de Sapucaia do Sul.

Sabemos que foi moradora do bairro Ipiranga e que era uma benfeitora na comunidade.


  
Também podemos destacar, algumas contribuições que recebemos, reforçando um pouco mais a história de vida da Senhora Lourdes Fontoura da Silva, que na realidade tinha o nome de Maria de Lourdes Fontoura da Silva, nascida em Santa Maria, em 17 de dezembro de 1910 e veio a falecer, aqui em Sapucaia do Sul, no mês de dezembro, dia 27 de 1961.
 Abaixo está documentado o registro de uma rua da cidade, que leva, até hoje o nome da nossa Patrona Maria de Lourdes Fontoura da Silva.



Esta é a lei que denomina o nome da Rua no atual Bairro Capão da Cruz de Rua Maria de Lourdes Fontoura da Silva.


Este é o mapa, onde podemos localizar a Rua Maria de Lourdes Fontoura da Silva, que inicia na RS 118 e termina nos fundos do Cemitério João XXIII.

  
Fonte: 
Miriam Colombo; Internet

Um comentário:

Prof. Cledir Rocha Pereira disse...

Um pouco da nossa História
"Essa escola Iniciou suas atividades em 06/03/1967, contudo só foi oficialmente inaugurada em 13/12/1968 pelo Prefeito Arno Juliano. Sua primeira denominação foi GEM Vila Ipiranga. A denominação de GEM Lourdes Fontoura da silva foi feita por Decreto Municipal de 27/07/1967, ratificado pelas Leis Municipais nº 514, de 31/05/1975 e 665, de 31/03/1978. A homenageada, Lourdes Fontoura da Silva nasceu em 17 de dezembro de 1910 em Santa Maria, filha de Luiz Rocha da Fontoura e Maria da Glória Alvares Fontoura, ele viajante ela do lar. Era a caçula de 10 irmãos. Fez seus estudo na Escola Santana onde também se formou em música. Ainda jovem veio de Santa Maria para São Leopoldo onde casou com Ademar Rodrigues da Silva, que veio a ser responsável pelo Cartório de Registros de Sapucaia, então distrito de São Leopoldo. Sua vida foi dividida entre os trabbalhos do Cartório, onde auxiliava o marido e o lar. O casal teve três filhos: Jalmar, Jeanete e Jarbas. O casal foi festeiro das festas da Padroeira Nossa Senhora da conceição várias vezes, e Maria de Lourdes ainda colaborava com os outros festeiros que os sucediam. Acometida por Artrite reumatóide ficou impossibilidade de tocar o seu piano, que entretinha a família e os amigos, e trabalhar no cartório. Faleceu precocemente em 27 de dezembro de 1961. Seu filho Jarbas Fontoura da Silva fez parte da primeira Câmara de vereadores eleita para a gestão 1962/1963."

(Fonte: Eni Allgayer)